Novidades Brasil

Novidades Brasil

A Vichy lançou o Serum 10 (R$159,90), um poderoso anti-idade que combate rugas, perda de firmeza, melhora a textura da pele e tem efeito lifting. Agora o ingrediente Rhamnose está potencializado (na concentração de 10%) e a fórmula também possui ácido hialurônico (que hidrata) e água termal. A frasco é em conta gotas (bem higiênico). Só digo uma coisa: eu quero! 🙂

A L’Oreal Professionnel ampliou sua linha de produtos para cabelo Absolut Repair Cellular com 2 novidades: Shampoo Cleansing Balm (que aparentemente hidrata mais que o shampoo normal da linha) e Spray Termo (protege do calor do secador).

A marca de perfumes Bond No. 9 finalmente chegou ao Brasil trazendo 22 fragrâncias (8 femininas, 5 masculinas, e 9 unissex). O portfólio da marca inclui 51 perfumes, todos inspirados em New York (cada fragrância representa um bairro). O nome da marca vem do endereço da primeira loja. Os valores variam de R$500,00 a R$1000,00, dependendo do tamanho do frasco. Não, não é barato, mas fora do país a Bond No. 9 também é uma marca cara. As fragrâncias que chegaram ao Brasil são: Astor PlaceBleecker StreetSignature FragrancesBroadway NiteBryant ParkCentral ParkChelsea FlowersChez BondChinatownConey IslandCooper SquareEau de New YorkFire IslandHamptonsHigh LineLittle ItalyMadison Square Park (imagem acima), New HarlemNew York OudWall StreetWashington Square, e West Side.

Falando em perfumes, a Natura lançou o Humor no Ar, descrito como frutal.

E para terminar, uma novidade que chegou no mês passado, mas da qual não falamos aqui: Batom Superstay 24 horas da Maybelline. É daqueles batons de longa duração com 2 partes (uma cor e por cima você passa um balm hidratante). Custa por volta de R$40,00 e está disponível em 12 tons.

Share

O Stash é editado por Adriana Nunan, especialista em cosméticos de luxo, com mais de 10 anos de experiência em blogs de varejo. Psicóloga clínica e consumidora exigente, Adriana oferece uma perspectiva abrangente dos benefícios – objetivos e subjetivos – dos produtos avaliados.

Recommended Posts

Comments

  1. Comprei por impulso o serum novo da Vichy!
    Super leve, deixa a pele grudenta por alguns segundos, o que é bom pq eu gosto de ficar pressionando o rosto até parar de grudar a mão (coisa de louco). A pele fica lisinha e gostosa no toque (dv ter algum tipo de silicone). Se tver pele seca acho que rola um hidratante depois… estou gostanto bastante! =)

    Só não sei o que uso primeiro o ce ferulic da skinceuticals ou ele, rsss…

  2. Hahaha William, não sei se sabes, mas os japoneses também gostam de fazer isso. Vários serum e loções deles têm textura BEM pegajosa porque eles gostam de fazer pressão com as mãos até absorver, o que eles chamam de “adhesive method”. Coisa de louco mesmo. rs

    Quanto ao serum da Vichy, finalmente um serum com textura de serum! “Serum,” como todo mundo deve saber, significa “soro”. Teoriamente, um soro deveria ter textura que lembrasse um soro: líquida, transparente, aguada… Mas hoje até coisas bem cremosas costumam ser chamadas de serum. Não deveria ser assim.

  3. Concordo com Pedro, mas penso que não conseguem formular um serum como a gente gostaria. O processo deve ser praticamente impossível. Há alguns dias ganhei um serum concentrado de uma marca francesa (amostra) achei muito denso e logo me veio a terrivel ideia: pode dar acne. Parei ali. Minha pele está mil com o que tenho usado.
    Abração

  4. Ah, depois que o meu atual acabar vou comprar o da Vichy confiando em Pedro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *