Fotoprotector ISDIN Compact FPS 40

Fotoprotector ISDIN Compact FPS 40

A louca por protetor solar na minha família sou eu, no entanto, foi a minha irmã que me apresentou o Protetor Solar Compacto FPS 40 da Isdin. Como já tenho e uso outro da mesma marca, o Fotoprotetor ISDIN Extrem FPS50+, fiquei logo empolgada com suas críticas positivas. Tamanha empolgação, que no dia seguinte, ela me trouxe o produto “ao vivo e a cores”, a coitada só não esperava que eu fosse sequestrá-lo para teste – risos. Pior: estou com o protetor até hoje de tanto que gostei, tadinha! Já comprei outro novinho, não tive coragem de devolver o dela de tanto que usei.

Fotoprotector Compact FPS40 da ISDIN é um protetor solar em base compacta com acabamento mate. A marca informa que é ideal para as peles normais ou com tendência a oleosidade e tem o objetivo de disfarçar as imperfeições da pele, deixar com um tom natural e uniforme e eliminar o brilho. Possui filtros solares que protegem contra a radiação UVB, UVA e a luz visível. Contém ainda Vitamina E.

O produto vem num estojo bem prático, com esponjinha e espelho acoplados (foto abaixo)

Considero a cobertura dele ideal para o dia a dia. Apesar de ser leve, ajuda a uniformizar a pele dando luminosidade e não engordurando. Não chega a controlar a oleosidade ou a matificar, mas mantém a pele bonita durante um tempo razoável. Isso para uma pele oleosa como a minha, para peles mistas ou normais, acredito que seja melhor ainda.

O problema está na cor do produto. Só existe 1 opção de cor que promete ser adaptável a todos os tons de pele.  De fato, testei em 3 tons diferentes e deu certo, porém para peles bem  branquinhas acredito que ficará escuro. Uma pena porque o produto é fantástico!

Estou realmente apaixonada por ele, não consigo parar de usar.
Como sou paranóica com proteção solar, ainda mais agora no RJ que o sol anda com tudo, estou passando um protetor solar por baixo e o compacto por cima. A pele fica ótima.

Abaixo o protetor aplicado, vejam como some na pele.

Preço médio: R$90 (10g)

Share

O Stash é editado por Adriana Nunan, especialista em cosméticos de luxo, com mais de 10 anos de experiência em blogs de varejo. Psicóloga clínica e consumidora exigente, Adriana oferece uma perspectiva abrangente dos benefícios – objetivos e subjetivos – dos produtos avaliados.

Recommended Posts

Comments

  1. Camila Fortes Says: outubro 10, 2012 at 9:30 pm

    fiquei com vontade de testar, que pena que é escuro. já usei um da spectraban que me deixava com cor de tijolo, esse é o problema desse produtos que prometem se ajustar, eu sou quase transparente e nunca consigo usá-los:( já tentei um bb cream do dr. brandt também e me decepcionei muito, não consigo me ajustar com a rotina de passar protetor, hidratante e base e queria algo que tivesse proteção solar e desse um pouco de dignidade pro meu rosto pálido no verão. tem alguma sugestão? bye;)

  2. Caro, hein? Se tivesse uma média de 30g como os outros protetores sairia R$270,00. Ui!!!

  3. Essa cor é o que (me) mata! Pena.

  4. No dia-a-dia, eu uso o da Avene mais claro, e mesmo assim fica um tico mais escuro que a minha pele. No entanto, o produto é tão bom que eu superei essa questão da cor. À noite e nos eventos especiais, eu uso a amada teint miracle.

    • Nem uso estas coisas, mas às vezes testo por causa do blog. Cheguei a conclusão de que se usasse base ou pó com protetor solar teria de comprar fora, porque tudo o que é vendido aqui fica escuro em mim.

      E não sou tão claro, não. Não sou fototipo I (ruivo, geralmente) nem II. Sou fototipo III, que é o caso da maioria dos descendentes de italianos…

      Ou vai ver estes produtos são propositalmente escuros porque a ideia seria criar um aspecto bronzeado (o que por meio de maquiagem costumo achar que fica feio).

      • Camila Fortes Says: outubro 11, 2012 at 7:10 pm

        sim! além de serem escuros, deixam com um aspecto amarelado horrível, bem falso, no estilo valentino de ser¬¬ o pior é que tentei alguns bb crems ocidentais e achei eles amarelados e escuros também, o da dior chegou até a me assustar. pensei em tentar um oriental, só tenho medo que fique acinzentado. acho que sou fototipo III também, porque apesar de ser quase transparente, meu cabelo é escuro, vai entender…

      • Devem achar que por causa da miscigenação não há fototipo I no Brasil rsrs. Surreal!

        Mesmo eu, falsa branca rs, tenho dificuldade de encontrar a cor certa p determinados produtos, já deixei de comprar vários por não acertar a cor.

    • Claudia, vc só usa algum outro protetor por baixo ou apenas o da Avene? E vc tem tendencia a mancha?

  5. Pedro,
    No Brasil, as marcas oferecem um leque mais restrito de cores. Acho que eles só disponibilizam o que eles acham que venderá mais. E não é só base não, a estratégia é a mesma com sombras, batons. Na Europa, também há diferença de oferta entre os países.
    No caso do produto da Avene, ele não se comporta igual à base. A base de boa qualidade se funde com a cor da pele depois de uma hora. Mesmo se a cor não é perfeita, melhora um pouco. No caso do filtro da Avene, eu sinto que ele não reage nada com a pele. Aliás, acho que ele não se adapta 100% a nenhum fototipo. Observo algo de acinzentado (muito leve) quando passo o produto. Para fins de proteção apenas, acho excepcional.

  6. Sim, eu tenho um lindo melasma em cada bochecha. Fui aos melhores dermatologistas e nenhum tratamento realmente me agradava. Faz uns dois anos eu (por conta própria) passei a usar o even better clinical todos os dias (apenas na mancha, no resto uso antidade, vitamina c, ou o creme da vez) e filtro 100 da bioderma no rosto, pescoço e colo. Apenas na região das bochechas, uso o compacto da Avene. Simplesmente não tenho mais manchas. Elas nunca mais retornaram com essa estratégia. Quando eu vou a um lugar bacana, eu uso base mesmo.

    • Estamos falando a mesma língua, Claudia. Isso muito me interessa – risos. 🙂
      No rosto inteiro vc usa o Bioderma 100? E por cima do melasma ainda o Compacto da Avene?

      Acho o Photoderm Max Bioderma 100 muiiito bom!!! (tem até resenha aqui)
      Uso quando me exponho ao sol e protege como nenhum outro, impressionante a eficácia dele, porém para o dia a dia não consigo usá-lo por causa da textura. Minha pele é bem oleosa. Deixo para aquelas situações mais críticas. Confio nele como em nenhum outro.

      Em relação ao Even Better Clinical da Clinique por algum motivo não dei continuidade, provavelmente irritou minha pele que é toda sensível.
      Mas meus melasmas, felizmente, estão bem controladinhos, “peno” é com a proteção solar diária para que não escurecam.
      Vou te confessar q eu era BEM mais paranóica, agora dei uma relaxada no sentido de: “escureceu? tudo bem, não vou morrer!, assim que possível faço um peeling e ficará tudo clarinho. Pronto!” 🙂
      Com a paranóia que eu estava com o tempo não ia mais querer sair de casa rsrs. O fato é que no RJ não tem como fugir completamente da exposição solar.
      Bjs

  7. Eu tambem uso o photoderm 100 e em termos de proteçao eh o que eu mais confio de tudo que ja experimentei.
    Por isso eu bolei uma estrategia pra nao sofrer com a textura dele: aplico e deixo secar ao maximo, depois eu utilizo um po com filtro por cima, que equilibra a textura e ainda melhora a fotoproteçao.

    abços!

  8. Eu comprei e simplesmente amei!!! Minha pele é super oleosa e com tendência a acne, para ter uma noção eu já tomei roacutan três vezes. Minha sina sempre foi procurar uma base que me deixe natural, que controle a oleosidade e que principalmente não obstrua os meus poros e Isdin Compact é perfeito!!! Eu não tive problema com a cor, foi feito pra mim e ficar com a pele sequinha o dia todo não tem preço.

    Já usei Vichy, La roche Posey e tantas outras marcas que são ótimas, mas nunca atenderam o que eu preciso, só Isdin….to apaixonada e eu nem conhecia a marca, comprei no susto na farmácia e não me arrependo nem do preço, R$92,00….vale a pena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *