Incompatibilidades entre cosméticos

Incompatibilidades entre cosméticos

• Este post foi escrito pelo nosso colaborador Pedro e com a participação especial da Meire e do Fernando.

Autores: Meire, Nando e Pedro

Sobre os autores: a Meire é médica e autora do blog Salada Médica, onde ela costuma relatar – também – sua experiência pessoal com melasma; o Fernando é autor do blog Vanity Pills, e eu (Pedro) muitos de vocês já sabem, estou sempre em busca dos produtos mais interessantes, seja lá onde eles estejam.

Introdução

Interação medicamentosa é um evento gerado pela associação entre medicamentos ou pela associação entre um medicamento e agentes externos como alimentos, bebidas e luz solar. A interação pode se manifestar clinicamente com ausência de melhora, com agravamento do problema que você quer tratar e/ou com o surgimento de novas complicações.

Há exemplos clássicos de interação em Dermatologia como o risco aumentado de danos ao DNA quando o ácido retinoico que está aplicado em nossa pele entra em contato com a radiação solar ou o risco aumentado de sonolência e acidentes de trânsito quando estamos tomando um antialérgico para minimizar uma dermatite e consumimos bebidas alcoólicas.

A interação entre agentes para uso tópico é mais arriscada quando lidamos com medicamentos dermatológicos do que com cosméticos. No caso dos cosméticos o maior risco que sofremos é a redução de eficácia, o que é particularmente preocupante quando o produto é um protetor solar e algo bem indesejado quando estamos usando um produto contra envelhecimento precoce.

Dúvidas com relação à mistura de produtos têm sido frequentes em nossos blogs, principalmente porque não há uma “bula” informando quais as interações que algumas substâncias podem gerar, então agradecemos à nossa leitora Clara Alva pela sugestão do tema.

Orientações Gerais

Os primeiros cuidados para manter a eficácia dos nossos produtos são a conservação e a utilização dentro do prazo de validade. Alguns cosméticos conservam melhor suas propriedades quando não são expostos à luz solar ou ao calor, outros podem perder eficácia ou deteriorar mais facilmente quando expostos à umidade. Procure manter seus produtos de acordo com a orientação dos fabricante e se vive em local muito quente, considere a possibilidade de mantê-los sob refrigeração, bem como atente para substituí-los caso não sejam consumidos dentro do prazo estimado de validade após abertos.

O ideal é que antes de aplicarmos um produto sobre o outro exista um tempo de pausa suficiente para que o anterior seja absorvido e que ao montarmos nossa rotina levemos em consideração o tipo de textura e o veículo dos produtos que tencionamos associar.

Produtos com textura siliconada podem reduzir a absorção de outros cosméticos porque formam um discreto filme oclusivo sobre a pele, ou seja, formam uma capinha. Se você usar um primer siliconado no rosto e passar um hidratante por cima possivelmente o hidratante não vai ter uma ação tão boa.

A velha sequência limpeza – tonificação – hidratação – nutrição/anti-idade – fotoproteção ajuda muito a nos orientar como organizar a fila dos produtos a usar. Tudo que for mais hidratante e menos oclusivo fica mais por baixo; o produto que contar com princípios ativos com maior capacidade de absorção fica pelo meio e a a fotoproteção específica vem por cima de tudo.

Os protetores solares não precisam interagir tanto com a nossa pele: os físicos (ou inorgânicos) agem como se fossem um espelho e os químicos (ou orgânicos) interagem com a radiação solar de forma a evitar que ela chegue à nossa pele, ou seja, se você estiver com um quilo de coisas sobre a pele mas aplicar o protetor solar na quantidade correta ele vai funcionar mesmo que não toque diretamente na sua pele.

Mas não tem aquela história de que temos que esperar o protetor ser absorvido antes de seguir com a maquiagem? Temos que esperar sim, mas não por este motivo. Precisamos esperar que o protetor seque na nossa pele e assim forme um escudo. Se você tem os poros muito dilatados e o protetor solar piora a situação não há problema algum que você use um serum siliconado ou primer antes de aplicá-lo. Se você usa maquiagem com a intenção de garantir uma fotoproteção mais pesada é preciso tomar um cuidado extra na hora de aplicar a base líquida ou o pó para evitar que o protetor descole da pele ou seja diluído, situações que vão reduzir a barricada fotoprotetora. Estes problemas podem ocorrer quando se aplica a base de maquiagem rodando um kabuki com muita emoção ou ‘esfregando’ a pele com um pincel chato. Sugerimos que você procure aplicar a primeira camada de base delicadamente com ligeiros tapinhas ou dando carimbadas com esponja ou um pincel de certas retas.

Possíveis interações entre filtros solares

Há uma interação entre filtros solares que não é “bem-vinda”: octinoxate (sinônimo: Ethylhexylmethoxycinnamate) e avobenzone (sinônimo: Butyl Methoxydibenzoylmethane). Para quem quer saber por quais motivos esta interação não é bem-vinda, sugerimos ler este artigo (em inglês).

A Avobenzone é um filtro solar contra os raios UV-A que já é pouco estável por si só e que quando usada em conjunto com o octinoxate pode ficar ainda mais instável, comprometendo a proteção contra os UV-A.

Logo, o ideal é ler os ingredientes das fórmulas e não aplicar em um mesmo momento do dia produtos que contenham octinoxate junto com produtos que contenham avobenzone. Clique aqui para consultar uma pequena lista de produtos.

Alguns protetores solares mais antigos, geralmente americanos, contém esta mistura no mesmo protetor solar, logo sugerimos que seu uso seja evitado caso não exista informação clara de que a fórmula foi estabilizada.

Niacinamida, Retinol, Ácido Glicólico, Ácido Salicílico e Vitamina C ácida

Ficaria inviável listarmos ou pesquisarmos todos os ingredientes de cosméticos e suas possíveis interações, então vamos nos focar nos mais notáveis, como “vitamina C pura” (ácido ascórbico), retinol, niacinamida, ácido glicólico (e outros AHA’s) e acido salicílico.

A niacinamida, (clicar aqui para ler mais sobre a mesma), é encontrada em vários cosméticos e pode facilmente entrar na nossa rotina de beleza.

Em recente publicação no site Futurederm (clicar aqui para ler), o autor demonstrou que a combinação de niacinamida com a vitamina C (ácido Ascórbico) deveria ser evitada pois poderia reduzir ou tornaria instável o resultado de ambos.

Se você gosta de usar os dois ativos qual seria a solução?

Sugerimos o uso da vitamina C na rotina diurna e a niacinamida na rotina noturna, já que a vitamina C tem ação fotoprotetora, enquanto a niacinamida não é tão eficaz contra a luz UV. Uma outra alternativa menos prática e também apontada pelo Futurederm seria dar um prazo de 30 a 45 minutos entre um ingrediente e outro.

E quanto à “vitamina C não-ácida” (derivados de vitamina C)?

Ingredientes como ascorbil Fosfato de Magnésio (clicar aqui para ler sobre) e Ascorbyl Glucoside, (clicar aqui para ler sobre) são convertidos em “vitamina C ácida” quando penetrados na pele. Então, teoricamente pode haver redução de eficácia quando associados à niacinamida, porém apenas a interação com o ácido ascórbico é bem descrita.

E como usar Vitamina C, retinol, ácido glicólico (e outros AHA’s) ou ácido salicílico (BHA) na mesma rotina? Diurna ou noturna?

Na opinião do John Sue, aqui, o Retinol deveria ser evitado na rotina diurna pois a sua vida útil perde a eficácia de 10% após quatro horas de exposição solar. Portanto, se a opção é usá-lo durante o dia é necessária uma boa fotoproteção para garantir melhor estabilidade.

A Paula Begoun comenta aqui que o retinol associado à proteção solar e antioxidantes como Vitamina E e C permanece estável na luz UV. O Nando prefere usar apenas a Vitamina C como anti-idade diurno usa o retinol e AHA’s para a rotina noturna. Já a Meire usa retinol associado com “vitamina C não ácida” em sua rotina diurna.

Um ponto controvertido é o uso de retinol com “vitamina C ácida” ou AHA/ BHA. A questão principal é que cada um destes ingredientes age num pH distinto. Quando um produto com um desses ativos é entregue na pele, o pH local é reduzido ao do produto então há uma possibilidade do retinol não conseguir atuar.

Como não sabemos exatamente o quanto perdemos com a associação em mesmo horário (pouco? muito? tudo?), temos por certo que usar estes produtos em horários distintos e montar a rotina em etapas é a alternativa mais racional.

E por fim há a questão da baixa tolerância de algumas peles a associação de dois ou mais produtos com ação esfoliante bem como o risco de irritações e aumento da sensibilidade da pele à radiação solar, mais motivos para fracionarmos a nossa rotina.

O Nando prefere usar a vitamina C como anti-idade pela manhã, sem outras associações, e deixar os ácidos e o Retinol para o horário noturno, procedendo longa pausa entre aplicações. A Meire prefere usar uma vitamina C não ácida pela manhã associada a retinol e fotoproteção pela manhã, reserva o uso da Niacinamida para pescoço/colo e faz uso dos agentes clareadores em rotina vespertina. Já o Pedro usa vitamina C pela manhã, por baixo do protetor solar e retinol e niacinamida à noite, às vezes alternando com ácido salicílico.

Conclusões:

1 – Há fortes motivos para evitar misturar protetores solares contendo octinoxate com avobenzone;

2 – É interessante evitar aplicar niacinamida e vitamina C (ácido ascórbico) ao mesmo tempo;

3 – Também parece interessante evitar usar retinol em conjunto com produtos extremamente ácidos, o que pode ser o caso de fórmulas contendo vitamina C, ácido glicólico e salicílico.

Esperamos que tenham gostado!

Meire, Nando e Pedro.

NOTA (27/3/2017):

Quando este post foi publicado, já há vários anos, foi colocada a posição de um autor de um texto sobre possíveis incompatibilidades entre o uso concomitante de niacinamida e vitamina C (no post há o link com o artigo do autor, onde ele cita os motivos que o levaram a chegar a tal conclusão).

No entanto, de lá para cá não foi encontrado nada sólido ratificando a posição do autor do artigo sobre as possíveis incompatibilidades em relação ao uso conjunto de vitamina C com ácido ascórbico.

Este artigo, inclusive, foi escrito por um outro autor e tem um posicionamento bastante diferente, sugerimos a leitura.

Portanto, muitos não estão convencidos de que, necessariamente, haja alguma incompatibilidade relevante ao usar niacinamida e vitamina C em conjunto.

Share

O Stash é editado por Adriana Nunan, especialista em cosméticos de luxo, com mais de 10 anos de experiência em blogs de varejo. Psicóloga clínica e consumidora exigente, Adriana oferece uma perspectiva abrangente dos benefícios – objetivos e subjetivos – dos produtos avaliados.

Recommended Posts

Comments

  1. […] Sobre estabilidade, combinações com outros produtos de pHs diferentes e possíveis interações, não entrarei em muitos detalhes porque ajudei na elaboração de um texto, junto com a Meire e o Pedro e foi publicado no Stash. […]

  2. […] Convido todos para continuarem a leitura no blog. […]

  3. Parabéns pessoal, ótimo post!
    Atualmente utilizo vitamina c, hidratante leve, proteção solar e pó com proteção solar. A noite uso o demelan, vitanol e depois de uns 30 minutos passo Clean-Ac da Avene. Tô gostando bastante dessa rotina.
    Fiquei na dúvida se poderia usar os dois medicamentos (minha dermato indicou em momentos distintos) mas como estou vendo resultado e a pele não está irritada, vou continuar até a próxima consulta, rsss

    Pessoal, já viram o Normaderm Anti-Age? Tem LHA e Vit Cg… parece bem legal!

  4. Matheus F. Says: janeiro 25, 2013 at 10:35 am

    Tem esse post sobre a interação de niacinamida e ácidos. Interessante, também!
    LEgal a compilação que vcs fizeram, pra quem ñ domina inglês (e ñ pode ler no futuderm) ou simplesmente ñ tem tempo pra ficar lendo 5 artigos…
    Simples e funcional, que trio sensacional! hahahahha
    Abraços

  5. Matheus F. Says: janeiro 25, 2013 at 10:37 am
  6. Vocês são muito bons! Pabrabéns pelo post!!
    Eu uso Redermic R e Clairial C 10 pela manhã. A minha dúvida é: qual dos dois aplicar primeiro? Ou seria indiferente?
    A outra dúvida que tenho é quanto à aplicação do protetor. Depois que passo o redermic e o clairial eu uso base, atualmente a Lifactive Flexlift da Vichy. Já passei o Bioré Milk por cima da base e esteticamente não compromete o resultado. A proteção seria maior usando o protetor por cima da base? (Obs: tenho um melasma odioso na testa)

    • Martha, o Redermic R contém retinol. Particularmente usaria produtos com retinol à noite, pelos motivos expostos no texto. Mas se quiseres usar os dois pela manhã, não há uma ordem certa conhecida…

      Imagino que não faça diferença em relação à proteção aplicar o protetor por cima ou por baixo da parte… Posso estar errado, mas imagino que tanto faz. De qualquer forma, acho que pode ficar meio estranho usar o protetor por cima da base. Geralmente se usa a base após o protetor.

    • Martha,
      Sempre uso uma regra básica quando associo produtos. Como a pele tem um limite para absorção, ela tende a absorver melhor o que for aplicado antes ou o produto que tiver particulas menores (como os medicamentos). Se você optar por usar o Redermic R e o Clairial C10 ao mesmo tempo (sempre com protetor por cima) sugiro que passe antes o produto que for tratar o que você julga mais importante. Se as manchas são mais importantes passe o Clairial antes do Redermic R. Como o Pedro disse, pode não fazer diferença (neste caso) o que for passado antes, mas como tenho melasma sempre priorizo o que for clareador. Beijo!

  7. Utilidade pública! Parabéns e obrigada pelo excelente texto! Ajudou demais! É por essas e outras que o Stash é o melhor blog e o Pedro o melhor colaborador!
    bjinhos

  8. Excelente post!

    Assisto vários vídeos de tutorias de maquiagem no YouTube e morro de agonia quando vejo alguém aplicando protetor solar e utilizando base com pincel segundos depois.

    Acho que por isso que nunca tive curiosidade de testar os tão famosos pincéis de base que a Sigma vende.

    Beijinhos

  9. Juliana Cris Says: janeiro 25, 2013 at 4:40 pm

    Li em algum lugar que não se deve misturar ácido lático com o ácido retinóico, pois o último perde seu efeito. Mas não sei se é verdade, não encontrei onde li. O da Niacinamida com Vitamina C eu sabia =) Obrigada pelas dicas.

  10. Juliana Cris Says: janeiro 25, 2013 at 4:50 pm

    Segue outra mistura indevida: “Misturar ativos, como ácido glicólico e retinoico, pode interferir um na ação do outro e ser a causa de irritações, alergias ou até mesmo de espinhas.” http://boaforma.abril.com.br/beleza/rosto/turbine-creme-645873.shtml

    • Juliana,
      O ácido retinoico deve ser utilizado preferencialmente sempre sozinho. Em caso de associação, sempre em horário diferente e sempre sob fotoproteção pesada, bem como suspendendo o uso durante o verão. Beijo!

    • Fernando Goober Says: janeiro 25, 2013 at 8:45 pm

      Uma tbm que é incompatível e peróxido de benzoíla com retinoico.. melhor seria usar em horários diferentes.. porém eu vejo dermato prescrevendo os dois numa única fórmula..
      Aliás, é assunto p debate: como tem médico que prescrever fórmulas manipuladas com 8 ou mais ingredientes?? Já vi com AHA + Tretinoína + vit C + arbutin + Hidroquinona e até com Retinol. deve achar que formulador é alquimista!!

      Retinol, por exemplo, é tão complicado de estabilizar em cosmético. Eu não usaria manipulado..

      • Fernando, eu também vejo muito isto (em endocrinologia, então… quem nunca viu uma fórmulas meio “malucas”, que até outros médicos ficam assustados ao ver?). Mas para mim isso é culpa mais do farmacêutico do que do médico, já que seria justamente papel do farmacêutico avisar ao médico sobre interações que possam causar algum prejuízo. Teoricamente, esta seria uma das responsabilidades dos farmacêuticos.

  11. Queridos, vocês foram brilhantes nesse texto! Muito obrigada por levar em conta as dúvidas dos seus leitores e se dedicarem tanto a esse excelente post.

    Recentemente me interessei por um creme clareador de uma empresa Búlgara que não conhecia mas que me chamou a atenção pela forma como se descreve e pelos produtos. O creme contém kojic acid 5%, phytic acid 4 %, sodium ascorbyl phosphate 3 % e citric acid 2 %, de acordo com o email que me mandaram. Tinha perguntado sobre a forma da vitamina C no creme porque faço uso de produtos com Niacinamida e tinha lido que não seria interessante a combinação dele com a vit C na forma ácida. Olhem a resposta:

    “We also recommend not using these active ingredients at the same time, but the one in the morning and the second in the evening. We advise our clients to leave an interval between the applications of different products, even though some of them can be combined. This reduces the risk of adverse reactions between different ingredients.

    As I read the post from the link you’ve sent, it also became clear that Mr Su has also the same opinion – please check his reply to Annika – it is better to separate the application of the L-ascorbic acid product and the niacinamide produt evening and morning.””

    Ratificou o que vcs disseram e a empresa ganhou uns bons pontos comigo. 🙂

    O produto a que me referi é esse http://international.biotrade.bg/melabel-whithening/melabel-forte/?p=54&l=2&id=59, caso alguém tenha curiosidade 😉

    Beijos!

  12. […] clicar aqui para ler o último artigo que escrevi (em conjunto com outros autores) ao Stash, sobre […]

  13. Tatiana Pires Says: janeiro 25, 2013 at 9:44 pm

    Texto maravilhoso.
    Também com esse trio não poderia ser diferente!!!
    Pedro, como você conjuga o retinol e niacinamida?
    Qual produto com niacinamida vocês recomendam?
    Nando, desanimei com o skin balancing toner da PC que encomendei, pois tem niacinamida e vitamina C. Preciso de um só com niacinamida.
    Muitíssimo obrigada por dividir o conhecimento de vocês.
    Um beijo.

  14. Carla Adriana Says: janeiro 25, 2013 at 10:47 pm

    Loção com ácido tranexâmico ou loção com arbutin aplicada antes da vitamina C em serum, da tretinoína ou azelan, interfere na eficácia ?

  15. Gente, mas a Nick do Futurederm diz que gosta de usar vit. C, niacinamida e protetor solar pela manhã, não entendi, vejam no último parágrafo:
    http://www.futurederm.com/2009/09/08/3-surprising-combinations-of-ingredients-you-might-not-want-in-your-skin-care/

    • Fernando Goober Says: janeiro 26, 2013 at 12:29 pm

      Isso foi em 2009.. até ano passado eu cheguei a usar Nia com Vitamina C e algumas rotinas, pois desconhecia sobre isso.. ela usava a Vitamina C pura, pois usa CE Ferulic há bastante tempo..

  16. Maria Cláudia Says: janeiro 26, 2013 at 12:53 am

    Sou assídua leitora dos três e até anda desperta minha vontade de retornar à Dermatologia (já cheguei a iniciar pós-graduação). Nesse ritmo vou trocar a Psiquiatria pela Dermato rapidinho…rsrsrs.
    Excelente post. Parabéns a todos.

  17. Muito legal esse post! Super esclacedor!!! O legal é que esses dias fiz uma pergunta sobre associação de produtos na mesma rotina pra Dra Meire… Vcs 3 são ótimos e sempre acompanho seus blogs! Parabéns!!!

  18. Excelente post. Se existe uma coisa que precisa ser revista nao só em termos de cosméticos, mas tambem de medicamentos são as interações. É muito comum ver prescrições extensas, com inúmeros medicamentos e muitos com perigosas interações. Parabens!

  19. Pessoal, parabéns pelo post!
    Descobri os blogs de vocês há pouco tempo e fiquei viciada.
    Ainda não comprei nenhum produto porque estou na fase de entender o funcionamento das substâncias e montar uma rotina de acordo com minhas necessidades e interesses.
    Mas tenho uma dúvida: estou usando peróxido de benzoíla em virtude de um “ataque” de acne e vi que ele não pode ser usado junto com o Vitanol A, mas o que gostaria de saber é se eles podem ser usados em dias alternados.

  20. Amei!

  21. E usar niacinamida e depois AHA ou BHA, é possível, não vou perder o efeito?

  22. Boa tarde pessoal!

    A pouco tempo descobri o blog, inclusive tenho visitado também o da Meire, o do Pedro e o do Fernando, tenho gostado muito de tudo que tenho lido. Tenho 32 anos, pele clara, mista e com alguma sardas no rosto. Já tenho umas marcas de expressão… A questão é, estou gestante de 05 meses e minha dermato receitou (manipulado) vitamina C – 6% com loção lanette oil free. Minha dúvida é: tem alguma vitamina C (que posso usar estando gestante) e posso substituir por essa manipulada? Gostei muito da resenha que a Dra. Meire fez sobre o hidratante Neutrogena ultra light noturno, posso utilizar nesse período de gestação ?

    • Marília, existem muitas opções “prontas” no mercado. Mas como foi o teu dermatologista que prescreveu o produto, melhor conversares com ele sobre possíveis trocas.

      Quanto ao creme citado da Neutrogena, quando existe contra-indicação formal durante a gestão vem escrito no rótulo. Como não tenho a mbalagem do mesmo, não sei responder ao certo.

  23. Sou leitora assídua dos 3. Adoro os blogs e já li TODOS os posts dos 3! Obrigada por mais este!

    Duas perguntinhas: um creme muito siliconado atrapalharia ou reduziria a eficácia da Vitanol A? E depois de quanto tempo de passar a niacinamida posso passar a Vitanol A?

    Beijo aos 3!

    • Pode atrapalhar, mas isto não significa, necessariamente, que não irias ver bons resultados com o uso de um creme siliconado antes.

      Quanto a niacinamidade e o Vitanol-A, já que o Vitanol-A é um medicamento, melhor conversar com o médico que prescreveu o produto.

  24. Fui ver os links mencionados nos comentários mas meu inglês é péssimo…
    Afinal, a niacinamida atua melhor em fórmulações ácidas, neutras ou alcalinas (vcs sabem a faixa de PH ideal?)?

    • O que o autor especula é que a niacinamida em pH muito baixo pode se “transformar” em uma forma desta vitamina que é conhecida por poder causar vermelhidão na pele durante a aplicação.

  25. Meus queridos amigos invisíveis da net, mas tão presentes na minha vida diária e na do meu marido, sozinha aquí neste inverno espanhol; onde não tive ainda a graça de encontrar um médico de pele e de almas, em detrimento dos que únicamente conheço: médicos das mazelas já instauradas nas peles (câncer). Não soporto a confusão que se fazem entre amor próprio e auto estima com futilidades. Bom, antes de mais nada o meu mto obrigada pelo texto que eu tanto lhes pedí! A generosidade e a vontade de vcs em nos ajudar me encanta e me faz crente de qué estou certa em acreditar na bondade das pessoas. Texto simples, prático e de utilidade pública, cuja referência a ele eu acredito ser igualmente importante cada um de vcs fazer na página inicial do blog de cada um; pois não são todos que conhecem o stash, ou o Pedro ou o Nando ou a Meire. Textos como este deveriam ser lidos e mencionados por todas as bandas, tais como os avisos de “contém/não contém glúten”, entenderam o que quiz dizer? Rs! Sou mesmo palpiteira, né, gente! Segue adiante…

  26. Continuando….

    Concluí que o negócio é simplificar, coisa difícil nesse mundo cosmetológico que nos faz querer usar tudo e ao mesmo tempo! De repente me vejo tendo gula na pele! Rs! Penso que deverei:

    Usar vitaminas antioxidantes (C e E) de manhã, junto com a fotoproteção; niacinamida à tarde como máscara hidratante; e os mil ácidos, que eu adoro, usar um por dia, intercalando, à noite.

    Agora, como de praxe, às dúvidas infindáveis:

    1) assim como há o famoso CEFerulic da skinceuticals, há algum outro creme/sérum rico em vitamina E? Ou esse sérum já possui tb a vit E?

    2) o que vcs acham dos sérum/creme antioxidantes feitos de um derivado da uva (marca registrada da Caudalie) e do derivado do café, cujo nome não me ocorre agora?

    3) Já que se fala tanto em AHA e BHA, vcs poderiam tb escrever sobre isso, caso já não o tenham feito? Se já há resenha sobre, indiquem-nos o link, please? O Nando já me explicou por alto o que é cada um, mas acredito que mtos devem ter dúvidas sobre isso tb!

    4) Por um acaso o BHA evita cravos em pele madura? Aqui não se fazem limpeza de pele também e estou angustiada com tantos cravos, cravos estes que azelan e redermicr não estão resolvendo. Sei que BHA é acido salicílico e este deve ser a única coisa mundo que ainda nao usei! Qual vcs me indicam destas marcas européias tipo lá roche, vichy, roc?

    Tenho mais um monte de perguntas, devido ao tempo que estive fora do ar! Mas vou perguntando aos poucos.

    Obgda, meus amores. Recebam toda minha gratidão e votos sinceros de amor, saúde e paz. Clara Alva

  27. Clara Alva,

    1) Há vários, mas o CE Ferulic já contém vitamina E;

    2) Particularmente gosto dos cosméticos da Caudalíe, mas extrato de uva e café não é suportado por tantos estudos como a vitamina C é;

    3) Sobre o ácido glicólico, que é um AHA, já escrevi aqui:

    http://easttowestskincare.com/2012/08/14/pesquisadores-chineses-elucidam-como-o-acido-glicolico-funciona/

    4) O ácido salicílico é conhecido justamente por esta ação, independentemente da idade da pessoa. Vários produtos da linha Normaderm (Vichy) e Effaclar (La Roche Posay) contém ácido salicílico e/ou derivado do mesmo.

  28. Oi queridos Meire, Nando, Pedro, Stash e Clara Alva,

    Outro valioso tour de force, para as nossas mentes e peles necessitadas.

    Gostei demais, obrigada!

    Cláudia

  29. Pessoas,

    Gostei muito do post (vocês dão show!) mas fiquei com uma “pulguinha” atrás da orelha, motivo pelo qual resolvi vir escrever.

    E o que dizer do RETINAGE PLUS da Theraskin?

    Ele é um anti-idade maravilhoso, todos que usam atestam excelentes resultados e a composição dele é JUSTAMENTE:

    – Ácido Glicólico
    – Niacinamida
    – Composto antioxidante (contendo vitaminas: C, E e uma outra proveniente da uva, que não me recordo o nome)
    – Retinaldeído (uma espécie de retinol).

    E agora?

    Eu mesma estou usando este ácido noturno e depois que li o post de vocês, fiquei cheia de dúvidas.

    O que pensam a respeito? Se não me engano a Meire já utilizou o Retinage Plus na versão corporal, devo ter lido a resenha no Salada Médica.

    Um beijo a todos!

    • Eu tive muita alergia ao Retinage Plus corporal. 🙁

    • Deborah, se quiseres obter o melhor efeito possível da combinação retinaldeído + vitamina C + ácido glicólico + niacinamida, de acordo com os últimos estudos, especula-se que seja interessante não utilizá-las em conjunto, mas separadamente e em horários distintos. De qualquer forma, isso não significa, necessariamente, que não possas ter bons resultados usando todas estas substâncias ao mesmo tempo.

      • Entendi, Pedro. Inclusive, não só a Theraskin possui esta gama de composições juntas citadas, como existem outras marcas. Por exemplo, a DERMAGE tem o “CLARITÉ AG +”. Este contém o próprio Retinol, ácido glicólico, vitamina C e, parece-me, que incluíram a niacinamida também. Eu nunca usei este produto, mas ouvi bons relatos em relação ao resultado na pele. Muito obrigada!!

  30. Iara de Paiva Says: abril 20, 2013 at 2:11 am

    Deus do céu,

    Vcs foram longe demais com este post! É muito estimulante perceber a complexidade do assunto e, a partir de uma contruçào sólida de conhecimento acerca dos meandros da própria derme, aprimorar os cuidados diários da face. Agradeço aos três, mas me obrigo a dar relevo à dimensão da dívida que tenho para com o Pedro. Por causa dele, conheci os protetores asiáticos e, logo após, a cosmética asiática de forma mais ampla. Com esse post (exatamente esse) ele fez mais, me lançou na leitura do FutureDerm. Muito obrigada, de verdade.

  31. Adriana Prado Says: maio 5, 2013 at 2:54 pm

    Gostaria que alguém me ajudasse…
    Usando Serum 10 e Niacinamida, dou um intervalo de 40 minutos entre as aplicações. Caso eu deixe a Niacinamida para uso noturno, qual o intervalo ideal entre ela e a tretinoína?
    Acho que já responderam a esta questão, mas, me desculpem, não estou encontrando o comentário.

    Beijo

    • Adriana, infelizmente não existem estudos sobre isto, então não como saber ao certo. Pessoalmente uso a niaicinamida 30 minutos antes da tretinoína. Mas isso é pessoal…

  32. Outra interação: peróxido de benzoíla e clareadores. Não façam isso nunca, principalmente se o clareador em questão for o Arbutin ou algum derivado da Hidroquinona.
    O resultado é instantâneo: uma mancha marrom ou laranja na pele que só é revertida após muitas lavagens (em alguns casos, pode permanecer a mancha na pele ou demorar muito para clarear. É quase como fazer um ‘melasma de henna’). Fica a dica.

    • Jaqueline Says: abril 27, 2016 at 1:06 pm

      Estou justamente com essas manchas! No queixo, em volta da boca e ao redor do nariz.
      Como faz para reverter ?? Será q essas manchas não saem mais? Parei tudo depois que percebi a sensibilidade juntos dessas manchas. Lavo o rosto e só passo hidratante, Pq To com medo de passar outras coisas e piorar a situação.

  33. eliane marques Says: junho 27, 2013 at 5:44 pm

    Olá, gostaria de um esclarecimento: Usei vários cremes anti-idades, porém resolvi tentar o seguinte tratamento, uso o oilatum para lavar o rosto, passo vitanol-a (0,05% creme) à noite, de dia uso o hidrafil como protetor. minha dúvida é qual cosmético posso usar durante o dia? gostaria de continuar a usar meus produtos, mas tenho medo que não combine com o ácido. Os cremes que usava habitualmente é Neovadiol GF Vichy – Regenerist Olay, Redermic + UV, Melora C, etc.

    • Olá, Eliane. O cosmético que podes aplicar pela manhã vai depender do teu objetivo (hidratar, prevenir manchas, atenuar rugas, proteger a pele contra a oxidação?), tipo de pele, preferências pessoais etc. Como o Vitanol-A é um medicamento, sugiro conversar sobre isto com o médico que prescreveu o produto.

      Mas pessoalmente não usaria nada da linha Hidrafil para proteger minha pele, já que os produtos oferecem proteção muito baixa contra os UV-A.

  34. […] Não gostei da fórmula e não recomendo. Contém uma mistura não bem vinda de octinoxate e avobenzone, resultado em uma proteção pouco estável – assunto sobre o qual escrevi aqui. […]

  35. Uau!
    Muitíssimo obrigada por esse post mais que esclarecedor!
    É tão bom ainda encontrar blogs assim na internet, com conteúdo detalhado, bem explicado, em português claro e sem firulas.
    Já até imprimi para futuras referências.
    Obrigada por dedicar o tempo de vocês escrevendo uma postagem tão útil. 🙂

  36. Olá, achei muito interessante o tema aboradado, porém, fiquei interessada em saber em que lugares vocês pesquisaram e a confirmação cientifica destas informações.

    Obrigado.

  37. […] quem se interessar por esse produto, sugiro ler a resenha sobre interação e incompatibilidade medicamentosa entre a Vitamina C pura e a […]

  38. Olá Pedro,

    Li o texto mas ainda tenho dúvidas, pode me ajudar?
    Uso o vitanol a a 0,25 a noite, e não estou sabendo como associar a hidratação . Passo o hidratante antes ou depois ? E estou querendo usar a vitamina C + ácido hialurônico, posso usar junto com o vitanol a (antes ou depois) ? E de dia , o que posso passar? Desculpa pela confusão !!!!!

  39. Olá, pessoal!

    Muito bom este post!
    Acompanho o blog da Meire, do Pedro e estou conhecendo o do Fernando. Com relação a interação avobenzone e octnoxate, fui olhar os ingredientes dos meus protetores e da minha base. A dermatologista me mandou usar o Roc Minesol 60 e o Episol Color 30 Pele Clara por cima do Minesol. Quando vou ver… o Minesol contém avobenzone (butyl methoxydibenzoylmethane) e o Episol Color contém octinoxate (ethylhexyl methoxycinnamate). Fiquei super intrigada agora! =/

    O que vocês acham?

    Desde já, meus agradecimentos.

    Att,

    Fernanda Libório

    • O que os estudos citados nos links é que o octinoxate pode desestabilizar a avobenzone, podendo comprometer, em parte, a proteção. Neste caso, cabe a vocês escolher fazer esta combinação ou outras.

  40. Eu de novo!

    Pedro, vi em outro site que a avobenzona é incompatível com o dióxido de titânio, isso é verdade? Porque o Roc Minesol 60 contém os dois.

    Abraço.

    Att,

    Fernanda Libório

    • No caso do Minesol eu pessoalmente não me preocuparia nem um pouco porque a proteção UV-A e UV-B proporciona por este protetor solar são altas e há outros bons filtros solares na fórmula, como alguns da família Tinosorb.

  41. Maria Cristina Says: outubro 14, 2013 at 12:42 am

    Oi gente!
    Encontrei esse ótimo post através do Salada Médica e tenho uma grande dúvida.
    Tenho problema de acne adulta, com muita persistência estou conseguindo controlar com o uso de sabonete Normaderm, adstrigente Clen Clear, Effaclar Duo e Clindoxyl Gel.
    Só que preciso iniciar um tratamento anti-idade mas tenho medo de misturar os produtos e a acne acabar voltando, seja pela oleosidade destes anti-idades ou por misturar os produtos e perder a eficácia.
    Estou em dúvida entre Redermic C, Derm AHA ou Derm AOX.
    Poderiam por favor me ajudar nesse dilema???
    Obrigada.

    • São produtos diferentes e com indicações diferentes. Podes ler a descrição de todos os eles para tentar chegar a uma conclusão de qual seria mais indicado para ti. Mas como o Clindoxyl Gel é um medicamento, recomendo que sejas orientada pelo médico que prescreveu o mesmo.

  42. Posso utilizar o blemish+ age defense (skin ceauticals) e após active c olhos? Ou é melhor eu usar o blemish e após o redermic. Durante o dia só passo filtro solar.

  43. Oi, povo! =)

    Pedro, no seu blog eu já vi um post a respeito do Melora D4, o meu não veio naquela tonalidade… rs
    Inclusive, o que comprei acho que era o último lote, o produto foi descontinuado. Eu nem cheguei a usar, pois tive uns probleminhas, e aí decidi ficar só na proteção solar mesmo. Mas vi que ele contêm butyl methoxydibenzoylmethane e ethylhexyl methoxycinnamate na fórmula. =/

  44. […] Observação: se você utiliza protetor solar que contém Avobenzone (Butyl Methoxydibenzoylmethane), não é uma interação “bem-vinda” misturá-lo com um outro produto com Octinoxate (Ethylhexylmethoxycinnamate), porque este pode desestabilizar o Avobenzone. Explicamos melhor neste post. […]

  45. Oi Pessoal!
    Maravilhoso esse post. Muito obrigada mesmo por nos permiitir consultar sempre que temos dúvidas, mas como é um assunto super complexo, as dúvidas ainda persistem.
    Estou usando a loção de arbutin da Hada Labo (vidrinho azul) de manhã e à noite alterno Blancy no rosto todo e Triluma (só nas manchas). Já usei de tudo, mas acho que a loção ajuda bastante, já que tenho sentido bons resultados com ela.
    Mas como estou usando SÓ a loção, gostaria de saber se pela manhã eu posso inserir Azelan ou Derm Aha ou CE Ferulic (tenho tudo em casa).
    Para noite, posso inserir o Redermic R mantendo o Triluma?
    Obrigada, vcs são demais!

  46. Socorro. Posso usar Lumixyl de dia e a noite continuar com acido Mandélico. Ou usar somente Lumixyl?
    Fui premiada com melasma há dois meses.

  47. Beatriz Says: maio 15, 2015 at 9:21 am

    Bom dia! Parabéns pelo post!

    Gostaria de saber se existe alguma interação entre o Retinol e o Hexinol.
    Posso usar os dois?

    Aguardo retorno de vocês.
    Obrigada.

  48. Bom dia! Uso redermic R a noite, comecei a usar o redermic C pela manhã , depois o anthelios toque limpo, observei que começaram a surgir acne, tenho pele oleosa. O que devo fazer? Estou usando de forma correta? Gostaria que me orientassem para que conseguisse aproveitar o redermic C….parabéns, pela “prestação de serviço”. Obrigada!

  49. Uso o sérum 10 da skinceuticals, alguém sabe se a vitamina C dele é ácida ou não?
    Pois estou usando o derm-aha da la roche em dias intercalados com este outro sérum da SC, (3dias serum 10/3 dias derm-aha), sempre de manhã, por baixo de MUITO protetor solar.
    Fiquei confusa.

  50. ola muito boa noite,tenho um pouco de manchas e com 43 anos ja tenho claro marcas de expressoess gostaria de saber os produtos mais indicado. Ja usei de tudo um pouco citado ai acima cosmeticos avon natura esica, vitanol acidos hidroquinona a 5% nem assim descama pra ter uma pele uniforme.sabem me dizer se o serium pra manchas da mary kay e bom? Gostaria de produtos mais populares porque aqui em rio verde goias nao se encontra muita variedade,todos que a dra.passou que ela mesma usava nao encontrei nem um.o redemix c aqui custa $205,00 na rede de farmacia drogasil.Espero que possam me ajudar,obrigada abraços a todos.
    haaa ….fiz uma cirurgia a 6 meses e a cicatriz nao esta das melhores alguma dica?usei contractubex e stymatix.

  51. margarete Says: agosto 30, 2015 at 12:58 pm

    olá, gostei do site, muito completo!
    Mas eu tenho uma dúvida… estou usando gel vitamina C de manhã, mas sinto a necessidade de aplicar um hidratante (uso da Anna Pegova para peles mistas) em seguida… será que atrapalha?
    (de noite uso um ácido)

  52. Olá, gostei muito de tudo que li, estou usando o ácido retinóico, me indica um creme para usar durante o dia antes do protetor solar, e se for um anti idade, melhor, já tenho algumas marcas de expressão. Bjo obrigada.

  53. Olá parabéns pelo post, é completo e esclarecedor.
    Uso Efflaclar Duo a noite depois de meia hora aplico o Derma AHA ou Redermic R alterno os dois.
    Gostaria de saber a opinião de vocês sobre essa combinação na minha rotina, tenho 30 anos, obrigada.

    • Completando a pergunta, seria mais aconselhavel usar o Efflaclar na rotina diurna pela manhã? e a noite apenas o Derma AHA alternado com o Rerdemic?

  54. Delma Maria Says: agosto 19, 2016 at 1:46 pm

    Olá
    Gostaria de saber se eu posso usar o meu creme que contem hidroquinona(uso noturno) e a Vitamina C durante o dia,junto com o protetor solar.

    Obrigada 💋💋💋❤

  55. Amei o texto. Tenho melasma vindo de uma gestação ja usei varios ácidos e todos tiverao efeito rebote. Neste momento só estou com o protetor biore q super amei. E queria saber se posso misturar protetor pois o biore nao tem base e no meu caso por ter melasma preciso passar base pra formar uma barreira do sol. O medico me passou outro protetor para ser passado por cima do biore o vichy clarify sera q pode? E tem algo q possa passar na pele a noite q realme ajude no clarramento do melasma sem q agrida tanto? O microagulhamento sera q ajuda no melasma?
    E os protetor em capsula ajuda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *