Entrevista: Você tem pele oleosa?

Entrevista: Você tem pele oleosa?

Não é porque estamos no inverno que deixamos de ter pele oleosa, não é mesmo? Como o Stash tem recebido muitas perguntas sobre o tema, decidimos entrevistar a Dra. Silvia Fiuza, dermatologista fera que atende aqui no Rio de Janeiro.

STASH: Por que algumas pessoas têm a pele mais oleosa que outras?

O tipo de pele de uma pessoa depende basicamente de fatores genéticos. Vale lembrar que muitas vezes a herança genética pode ser distante, como dos avós.

STASH: Pele oleosa melhora com o passar dos anos?

Geralmente sim. Isso acontece porque durante o processo natural de envelhecimento ocorre uma discreta atrofia das glândulas produtoras de sebo da pele, tornando-as menos oleosas.

STASH: Mulheres têm a pele mais oleosa que homens? Existe diferença entre etnias?

Geralmente os homens têm a pele mais oleosa que as mulheres, pois os níveis de testosterona costumam estimular a produção do sebo. Entre as etnias, observamos que asiáticos costumam ter a pele menos oleosa que as demais etnias, refletindo novamente herança genética.

STASH: Existe algum tratamento que acabe de vez com esse problema?

Gosto muito do resultado de peelings seriados de microdermoabrasão de diamante com peeling de ácido salicílico que realizo no meu consultório, pois costuma ter uma excelente resposta em controlar a oleosidade excessiva. O uso da isotretinoína oral pode acabar de vez com o problema de excesso de oleosidade associado à acne (espinhas) grave, necessitando sempre da avaliação e acompanhamento do dermatologista.

STASH: Poros dilatados podem ser reduzidos definitivamente ou cosméticos apenas disfarçam o problema?

Cosméticos apenas disfarçam o problema, sendo que peelings como microdermoabrasão de diamante podem ajudar a minimizá-los definitivamente.

STASH: Quais produtos (ou substâncias) devem ser evitados por quem tem pele oleosa?

Qualquer produto a base de pomada e cremes, especialmente aqueles que contêm óleos. Vale lembrar que pacientes com pele oleosa devem tomar cuidado com contato do condicionador do cabelo ou produtos capilares à base de silicone com sua pele.

STASH: Quais produtos (ou substâncias) são mais adequados?

Os produtos mais adequados são aqueles desenvolvidos especificamente para o tipo de pele da pessoa. Então, produtos que são feitos para atender as necessidades da pele oleosa seriam os indicados sempre.

Felizmente, hoje já existem à venda diversos produtos atendendo essa demanda, sendo o dermatologista o profissional mais adequado para avaliar qual produto seria melhor direcionado ao tratamento de cada caso. Alguns exemplos de sabonetes que removem o sebo sem remover o manto lipídico normal da pele seriam o Cleanance gel de limpeza da Àvene e o Puriance sabonete líquido da Profuse. Existem também tônicos como o Derma Clássico Control da Dermatus, contendo zinco PCA e ácido salicílico, ideais para minimizar oleosidade e auxiliar na hidratação, assim como séruns como Essencele Filler C da Profuse, que contém vitamina C e ácido hialurônico para hidratação diurna e o Blemish AGE defense da SkinCeuticals que contém diversos ácidos como dioico, cítrico, glicólico, LHA e salicílico, que auxiliam no combate à oleosidade, acne e envelhecimento. Filtros solares isentos de óleo também são importantes. Destaco o Minesol Oil Control da RoC, Capital Soleil toque seco da Vichy, Bioré Bright Face Milk, Gel Creme Anthelios Airlicium da La Roche-Posay, entre outros.

STASH: Existe uma rotina de cuidados ideal para peles oleosas?

A rotina de cuidado ideal para a pele oleosa requer as mesmas etapas de outros tipos de pele, consistindo na ordem: lavagem duas vezes ao dia (manhã e noite), tônico, hidratante na forma de serum ou gel-creme, filtro solar e cuidados noturnos, que podem conter ácidos. Importante frisar que lavar o rosto mais que duas vezes ao dia é contraprodutivo, pois a pele reage produzindo mais sebo.

STASH: Sol aumenta a oleosidade ou ajuda a cicatrizar acne?

O sol aumenta a oleosidade. Pode parecer “secar” as espinhas ou deixar a pele mais seca logo após a exposição solar, mas existe um efeito rebote de estímulo à produção de sebo. Não ajuda em nada na cicatrização da acne.

STASH: Como cuidar da pele oleosa no inverno?

O importante é caprichar na hidratação com produtos específicos para esse tipo de pele, e espaçar o uso de ácidos fortes para algumas noites na semana, seguindo o aconselhamento do dermatologista.

silviafiuza_dermatologista

A Dra. Silvia Fiuza é formada em medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) em 2005, fez pós graduação em dermatologia pelo Instituto de Dermatologia prof. Rubem David Azulay da Santa Casa da Misericórdia do RJ, obtendo título de especialista em dermatologia em 2009. Realizou Observership na Universidade de Washington, Seattle, USA em 2010. Atualmente, é staff de dermatologia do Hospital Federal de Bonsucesso e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

NOTA: os produtos mencionados acima, são apenas sugestões da Dra. Silvia de acordo com sua experiência profissional. Este post não é um publieditorial.

Share

O Stash é editado por Adriana Nunan, especialista em cosméticos de luxo, com mais de 10 anos de experiência em blogs de varejo. Psicóloga clínica e consumidora exigente, Adriana oferece uma perspectiva abrangente dos benefícios – objetivos e subjetivos – dos produtos avaliados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *