Maybelline e maquiagem para deficientes visuais

Maybelline e maquiagem para deficientes visuais

Em uma ação de inclusão, a Maybelline promoveu este mês um workshop ministrado por sua maquiadora oficial, Juliana Rakoza, na Adeva (Associação de Deficientes Visuais e Amigos). O objetivo do projeto foi destacar como a maquiagem pode ajudar na autoestima e que os desafios enfrentados com a deficiência não impedem mulheres de serem independentes e poderosas.

Vejam as dicas de maquiagem para deficientes visuais da Juliana Rakoza (na verdade as dicas são boas para todo mundo):

– Na hora de passar o blush, sorrir ajuda na hora de encontrar o local correto de depositar o produto: as maçãs do rosto;

– Para passar o batom, o dedo indicador é o ajudante perfeito. Ele deve ficar encostado na linha dos lábios guiando o batom para que o produto não ultrapasse e não borre, até que o contorno fique completo. Se o batom borrar, o dedo indicador pode limpar a área do contorno dos lábios com a base.

– A máscara de cílios também tem um cuidado especial: o dedo indicador auxilia na hora de passar o produto, ficando por baixo dos cílios e não deixando que o pincel entre nos olhos.

A marca está com a campanha “Make it Happen” (“Faça Acontecer”), que acredita que as mulheres devem ser livres para se expressarem de diferentes maneiras, apostando em sua singularidade e usando a maquiagem como reflexo de sua personalidade.

Confiram o video do evento aqui.

Share

O Stash é editado por Adriana Nunan, especialista em cosméticos de luxo, com mais de 10 anos de experiência em blogs de varejo. Psicóloga clínica e consumidora exigente, Adriana oferece uma perspectiva abrangente dos benefícios – objetivos e subjetivos – dos produtos avaliados.

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *